Acerca de

GPP 3.jpg

A conjuntura da pecuária brasileira

(2021) Este estudo atende ao Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA) e visa compreender as dinâmicas que ocorrem na cadeia produtiva da pecuária, em especial da bovinocultura de corte, e frente ao aumento da demanda de carne bovina brasileira pelo mercado externo até 2030. Essas dinâmicas são divididas em três grandes agendas. 

 

A agenda econômica é abordada principalmente do ponto de vista quantitativo, trazendo informações sobre a dimensão da pecuária no Brasil (número e distribuição de estabelecimentos rurais, área ocupada, rebanho, abate, geração de empregos e participação no PIB), além de apresentar um resumo das projeções para a próxima década, que convergem para uma tendência de intensificação da produção. A agenda ambiental aborda alguns dos principais impactos ambientais da intensificação, bem como aponta janelas de oportunidade para uma pecuária mais sustentável. A agenda social trata das implicações da inserção do Brasil no mercado internacional, mostrando que esse tema é o menos conhecido e explorado. A multifuncionalidade da pecuária é resgatada, bem como é explicitada a pressão sobre os agricultores familiares, pequenos e médios produtores que dependem da atividade, frente à tendência de intensificação, especialização e concentração produtiva.