Acerca de

Análise territorial das necessidades de Assistência Técnica e Extensão Rural (ATER), infraestrutura e plano de monitoramento e avaliação das ações empreendidas - Segunda Fase

(2019-2020) Sob demanda do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), o GPP vem trabalhando há 5 anos junto ao médio produtor rural. A primeira fase do estudo contou com modelagem espacial complexa, visando a caracterização do médio agricultor; realização de pesquisa de campo em nível nacional, em parceria com a Associação Brasileira das Entidades Estaduais de Assistência Técnica e Extensão Rural (ASBRAER), 20 instituições públicas de ATER, 539 extensionistas e 2.468 produtores rurais; revisão de algumas das principais políticas de crédito rural para o médio produtor (o PRONAMP e o Programa ABC); e proposição de modelo de prestação de serviços de ATER. Como desdobramento desta fase e diante de novos achados sobre o rural brasileiro, o Governo Federal demanda agora ampliar seu público-alvo de políticas de ATER, revisar a Política Nacional de ATER (PNATER) e detalhar modelos de prestação de serviços de ATER adaptados às diferentes realidades regionais. Este é um dos recentes desafios do GPP, desenvolvido durante o ano de 2020 e conta com modelagem territorial complexa e caracterização espacial de cadeias produtivas consideradas chave para um público ampliado de produtores rurais, com demandas e prioridades diferenciadas em relação às políticas públicas de ATER.

ater 25.png