Dinâmicas recentes do rural brasileiro e desafios para políticas públicas


GPP traz uma análise territorial abrangente sobre algumas das principais dinâmicas ocorridas no meio rural brasileiro na última década, com base nos dados dos Censos Agropecuários de 2006 e 2017. A análise faz parte de estudo desenvolvido no âmbito do Projeto de Cooperação Técnica Internacional para a Regionalização das Políticas de Desenvolvimento do Agronegócio e do Cooperativismo Brasileiros (PCT BRA/IICA/13/002), sob demanda da Secretaria de Agricultura Familiar e Cooperativismo (SAF) do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), tendo a FEALQ como Agência Implementadora e o Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura (IICA) como contratante.


O estudo mostra tendências importantes como o envelhecimento relativo da população rural, o aumento de renda proveniente de atividades desenvolvidas fora dos estabelecimentos, um processo de fragmentação de propriedades rurais com perda de função produtiva em regiões mais pobres do país, como o Nordeste, simultaneamente a um aumento de área das propriedades e concentração produtiva em regiões de agricultura consolidada (Sul e Centro-Oeste), com consequente aumento das desigualdades no campo.


O estudo também propõe uma nova estratificação de produtores rurais em perfis que fogem da divisão clássica entre agricultores familiares, médios e grandes, além de se aprofundar na compreensão das especificidades desses públicos em termos de renda, Valor Bruto de Produção (VBP), cadeias produtivas, eficiência técnica, acesso ao crédito rural, cooperativismo, entre outras análises. Um resumo das análises conduzidas neste estudo pode ser visto no arquivo disponível para download a seguir.