Pesquisadores do GPP ganham Prêmio Kepler por modelo matemático para uso da terra


Dois pesquisadores do GPP estão entre os autores do trabalho vencedor do Prêmio Johannes Kepler 2022: Arthur Nicolaus Fendrich e Alberto Barretto, que escreveram em parceria com Vinícius Guidotti de Faria, Fernanda de Bastiani, Karis Tenneson, Luis Fernando Guedes Pinto e o ex-coordenador do GPP Gerd Sparovek.


O artigo vencedor, intitulado “Disclosing contrasting scenarios for future land cover in Brazil: results from a high-resolution spatiotemporal model“, foi publicado no Science of the Total Environment e trata de um modelo matemático preditivo para o uso da terra no Brasil.


Leia o artigo na íntegra [em inglês].

Saiba mais sobre o Prêmio Kepler.


O trabalho premiado se destacou dentre trinta trabalhos inscritos, que englobam artigos divulgados de 2017 a 2021 em revistas de circulação internacional e com corpo editorial de reconhecida competência, dedicados a temas que exijam forte interação entre a Matemática e outro ramo do conhecimento científico.


A premiação é promovida pela Sociedade Brasileira de Matemática Aplicada e Computacional (SBMAC), com o objetivo de incentivar a produção científica nacional com características multidisciplinares.