Acerca de

Impacto da certificação da Rede de Agricultura Sustentável (RAS) em fazendas de café

(2008) Pesquisa realizada sob demanda Instituto de Manejo e Certificação Florestal e Agrícola (Imaflora) para avaliar o impacto da certificação socioambiental em empreendimentos cafeeiros. Fizeram parte da pesquisa 70 empreendimentos de café certificados e 47 não certificados das regiões do Sul de Minas Gerais e Cerrado Mineiro. Ao todo foram entrevistadas 359 pessoas.

 

Nesta pesquisa foi definida também uma metodologia, baseada em geoprocessamento e sensoriamento remoto para avaliar ambientalmente o impacto do empreendimento. As fontes de dados, nos empreendimentos certificados e não certificados, foram as mesmas e constituíram-se de observações de campo, de imagens orbitais e de entrevistas com questionários estruturados. Os recursos de geoprocessamento foram utilizados para identificar a extensão das áreas de preservação ambiental nos empreendimentos (Áreas de Preservação Permanente, APPs, e áreas de Reserva Legal, RLs) e comparar a situação delas à das bacias hidrográficas em que estão inseridas.

 

Os principais dados socioambientais coletados diziam respeito à preservação da vegetação nativa, à conservação dos recursos hídricos, ao manejo de resíduos, à capacitação da mão-de-obra, às condições de trabalho e ao manuseio e à aplicação de agroquímicos.

 

Link Relacionado: Certificação Café

Link Relacionado: SAN_coffee

impacto_certificacao1.jpg